08 outubro, 2006

Visita ao Convento

A seguir ao encontro do À Volta das Letras e já com o próximo livro escolhido, fomos visitar o Convento, resultado do esforço de 52 mil homens e 35 anos de árduo trabalho.

Na visita percorremos os 232 metros que o rei tinha que efectuar para visitar o quarto da rainha, contemplámos os tectos de Cirillo Volkmar Machado e percebemos alguns aspectos da vida, no convento, nos séculos XVIII e XIX.

Por fim, vimos um dos famosos morcegos que habitam a biblioteca e foi referido que afinal as ratazanas existem mesmo!

12 comentários:

totoia disse...

Fiquei cheia de medo quando a nossa simpática guia nos confirmou a existência de ratos cegos na cave do convento.

Gostei muito da visita, aqueles pormenores como o rei tocar a campainha antes de visitar a rainha, achei o máximo.

Quando atravessei esse corredor que separa os torreõs tentei imaginar-me com um daqueles vestidos à dama antiga e a cheirar mal... :)

Minerva McGonagall disse...

Adorei a visita, e a vigilante foi cinco estrelas!

Jazzoesfera disse...

Já é o segundo encontro a que vou.

Gostei muito deste, a visita ao convento de Mafra correu muito bem.

Fiquei impressionada com a biblioteca do convento, quando foi construída, houve o cuidado de pensar na conservação dos documentos, a guia referiu o facto da luminosidade exterior nunca incidir sobres documentos, no processo natural de evitar a propagação de pragas (bichos da prata), com a existência dos morcegos no interior da biblioteca que os aniquilam.

A própria planta da biblioteca é uma referência para encontrar os livros na estante.

Valeu a pena visitar.

Jazzoesfera

Barão da Tróia II disse...

Diz Totoia que há ratos cegos nas caves, e em São Bento também, contaram-se 200 e tal, ratos ceguetas memo ceguinhos de toodo. Boa semana

dancingkid disse...

Foi a primeira vez que fui a Mafra, pareceu-me uma vila bastante simpática, o Convento é absolutamente magnífico, não tinha a noção de que em Portugal tinhamos monumentos desta grandeza. No entanto fiquei curioso acerca do que levou o rei D. João V, a contruir ali, naquele local, que na altura deveria ser um deserto, porquê em Mafra? - enfim se calhar passou-me ao lado.

totoia disse...

Olá dancingkid, por aquilo que eu percebi foi a pedido dum padre franciscano, talvez para ficarem isolados do mundo... digo eu!

totoia disse...

Olá Barão da Tróia II, ratos desse tipo estão espalhados por todo o país desconfio que os de Mafra são os mais inofensivos. :)

Laranjinha disse...

Em relação a Mafra e ao convento, como é referido na obra de Saramago que:
- "(...) convento em Mafra o anda a querer a ordem de S.Francisco desde mil seiscentos e vinte e quatro, ainda estava rei de Portugal um Filipe espanhol (...)".
Os franciscanos pretendiam um convento para 13 frades, mas o ouro vindo do Brasil permitiu a construção de um convento para 342 frades franciscanos e o magnífico palácio. Os frades já lá estavam, só que não tinham as condições pretendidas.
No Memorial do Convento é referido também: "El-rei foi a Mafra escolher o sítio onde há-de ser levantdo o convento. Ficará neste alto a que chamam da Vela, daqui se vê o mar, correm águas abundantes e dulcíssimas para o futuro pomar e horta, que não hão-de os franciscanos de cá ser de menos que os cistercienses de Alcobaça em primores de cultivo (...).

Sandra N. disse...

Tal como combinado, aqui vai o meu comentário:
Antes de mais, tenho a agredecer à "Totoia" a oportunidade que me concedeu, de conhecer este grupo tão especial.
Esta foi a minha 1ª vez, e adorei, principalmente pelo facto de conhecer novas pessoas, mas sobretudo para me "obrigar" a dedicar algum do meu tempo livre, à leitura, não que considere tratar-se de algo aborrecido, mas por ser bastante mandriona, mesmo!!!!!
Hoje vou iniciar a leitura do livro sugerido para este mês, e espero vir a gostar tanto de o ler, como a pessoa que o sugeriu!!!!
Até daqui a um mês...

Modigliani disse...

A visita guiada ao Palácio e convento de Mafra superou as expectativas. Lembro-me de outras visitas qe fiz ao palácio e de facto não tiveram nada a ver com esta.
Das outras visitas não tinha ficado muito convencida sobre alguns aspectos, nomeadamente sobre os morcegos e como estes servem para evitar a propagação das pragas, atacando os insectos. De qualquer forma, é um assunto a aprofundar. É pena que o palácio não tenha site próprio...

totoia disse...

Olá Sandra N. finalmente um comentário. Foi um prazer dar-te a conhecer este "grupo especial", espero que fiques viciada nestes encontros tal como nós. Uma das coisas boas que acontece sempre qd acaba estas reniões é que a motivação para se ler, aprender, ver coisas novas é reforçada, esta troca de experiências é contagiante. Boa leitura;)

Modigliani, é de facto pena que não tenham site próprio mas só por terem visitas guiadas ao fds já os perdoei visto que cada vez é mais raro encontrar espaços que as façam sem ser durante a semana ou para crianças.

Rui Pedro disse...

À noite uns peixes nadam no nevoeiro da biblioteca e mantêm o local limpo - como aqueles peixes limpa-fundos dos aquários. :)