11 novembro, 2007

Foi assim ...

Hoje a manhã foi animada. Tivemos connosco, como combinado, Onésimo Teotónio Almeida, o autor das Aventuras de um Nabogador.
Chegou a horas, mesmo tendo saído de madrugada do seu destino para estar connosco, o seu bom humor esteve sempre presente.
Confirmou-nos que as estórias-em-sanduíche são todas inspiradas em situações vividas por si (que vida!!!), até a fantástica história de Dolly.

A sua memória é fantástica. A regra que considera essencial quando escreve uma história, é que: "Não seja chato".
De facto Onésimo não sofre desse mal.
"Acusou" o nosso blogue de ser muito sério e imaginava-nos pessoas mais velhas já em idade de reforma! Está sempre a brincar e adora pregar partidas.

Como sugestões de próximas leituras sugeriu:
- Gonçalo Tavares
- Manuel Rui
- Carlos Tomé

Aceitámos a sua sugestão e no próximo mês iremos ler Nação Crioula de José Eduardo Agualusa.

Vamos seguir a obra de Onésimo até porque, quem sabe, algum dia ainda escreve um conto onde nós entramos como personagens: o rapaz que não falava, o fã, o que só leu a 1ª história e foi logo apanhado, a que cozinhou moelas sem estarem lavadas e a professora apaixonada pelos EUA.

Onésimo, foi mesmo um grande prazer!


5 comentários:

Onésimo Almeida disse...

Foi todo meu o gosto. De facto, bem menos sisudos do que eu esperava. E bem mais jovens, como ficou óbvio no tom usado pelo professor Pardal quando me disse a idade da mãe, informação que eu lhe pedira para saber que tom colocar na dedicatória do livro que ele queria assinado para ela. E afinal ela é mais jovem do que eu.Uma bela maneira de passar uma manhã de domingo. Gente jovem a ler e a querer conversar sobre o que lê. Que sinal melhor de optimismo se pode pedir?

Um abraço do onésimo

Maria dos Açores® disse...

Acho esse homem formidável, conheci o Onésimo Teotónio Almeida numa aula que ele nos deu na Universidade dos Açores, já que ele é muito amigo do meu Professor da altura o Dr. Octávio Medeiros, (Padre Octávio para nós já que para além de ser Professor é também Sacerdote). Foi uma aula que nunca me esqueci, dado o seu humor contagiante e à sua vasta sabedoria. Também vejo-o muitas vezes, quando ele vem a São Miguel, na Livraria Solmar e é sempre simpático e divertido. Quem não conhece as suas obras devia fazé-lo, pois são espectaculares!!!

totoia disse...

Olá maria dos açores, confesso que não conhecia a obra de Onésimo, foi um membro do nosso clube que nos indicou como leitura. Depois de me ter divertido com a Aventura de um Nabogador tive o prazer de estar com Onésimo Almeida no passado Domingo e posso-lhe dizer que concordo inteiramente consigo quando diz que Onésimo é um homem formidável, com excelente bom humor, uma memória e sabedoria de invejar mas acima de tudo de uma simplicidade que deveria servir de exemplo há muitas pessoas da nossa praça.

Curiosamente um dos membros do nosso clube foi a S Miguel e visitou a livraria Solmar onde comprou um dos livros de Onésimo.

Obrigado pela visita.

Luis Eme disse...

Vocês são fantásticas (e claro, o prof. Pardal).

Nunca apareci porque não ando a ler os livros recomendados... (claro que é meia desculpa...)

abraço

totoia disse...

obrigado luis eme, no próximo encontro não use a meia desculpa e apareça. Será muito bem vindo!