13 maio, 2007

Foi assim...


Depois de alguns percalços… Lá nos sentamos todos à volta de uma mesa na esplanada da cafetaria do Museu do Teatro. A conversa com José Luís Peixoto decorreu ao sabor de chá de morango e camomila. Foi uma manhã deliciosa, tal como a Laranjinha descreveu a escrita do Cemitério de Pianos. A opinião foi unânime ficamos rendidos ao bom humor, simpatia e simplicidade de José Luís Peixoto.

Não vou contar pormenores da conversa, isso é a recompensa para quem foi ao encontro. Posso revelar apenas os gostos e sugestões literárias do nosso escritor:

- O auto dos danados de António Lobo Antunes;
- A luz em Agosto de William Faulkner.

Para a leitura do próximo mês José Luís Peixoto sugeriu e nós aceitamos Manuel da Silva Ramos e o Sol da Meia-noite.

Agradecemos a José Luís Peixoto a sua disponibilidade e simpatia.

Boas leituras!

11 comentários:

india disse...

Fico contente por ter decorrido da melhor forma mais um encontro do grupo. Parabéns pelo excelente trabalho de promoção da leitura e divulgação de autores portugueses.

Tudo de bom.

Minerva McGonagall disse...

O José L. P. é um puro do caraças... dá mesmo vontade de ser amigo dele!

Um porreiraço...

Laranja com Canela disse...

Também concordo Minerva. Adorei este encontro. O JLP demonstrou ser espectacular (simpático, disponível, amigo, ...) E, também quero descobrir mais obras dele. O próximo será Nenhum Olhar. Já emprestei o Cemitério de Pianos.

totoia disse...

Tb gostei muito mesmo! Ainda para mais deu a dica para a Laranjinha cozinhar para nós... é mesmo amigo! :)

dennis disse...

Uma manhã rodeados de livros e tendo Luís Peixoto como uma excelente companhia. Obrigada pela sua disponíbilidade, simplicidade e partilha.

Miss Alcor disse...

E a foto dos pés pessoal!!!!!!! ;)

totoia disse...

Miss alcor foi um dia de esquecimentos, não sei onde andava a minha cabeça... Espero da próxima vez não me esquecer!

Bruno Duarte Eiras disse...

Sempre que aqui venho fico com vontade de particpar num dos encontros que organizam com os autores. É possível?!
Totoia,
Quando puder contamos consigo no Grupo de Leitores da Biblioteca de Oeiras.

totoia disse...

Olá Bruno, não só é possível vir a um dos nossos encontros como será um prazer para todos nós tê-lo connosco.

Quanto ao Grupo de Leitores não sei quando será possível voltar, talvez a partir de Junho, até lá vou tentar ir pelo menos ao Café com Letras.

Bruno Duarte Eiras disse...

Prometo assim que possa participar num dos vosso encontros.

denis disse...

Será bem vindo!