28 março, 2007

Dependência


"Há mais telemóveis activos em Portugal do que existem pessoas, são os números das estatísticas. (...) Sem telefone, poupas dinheiro e as decisões pessoais atingem outra profundidade."
Isto do telemóvel mudou radicalmente as nossa vidas. Já não se toca as campaínhas dos prédios, dá-se um toque. Vamos beber café com alguém para pôr a conversa em dia, mas toca o telemóvel e a pessoa à nossa frente passa para segundo plano. Nas epócas festivas já não se manda postais, mas sim sms. Perde-se cada dia que passa o contacto pessoal, não só por causa do telemóvel, mas também da internet. Claro que há vantagens e muitas, mas a sensação de estar sempre contáctavel já não é uma grande vantagem (pelo menos para mim).

2 comentários:

Miss Alcor disse...

É verdade. A comunicação alterou de maneira dramática nos últimos tempos! Mas a verdade é que sem telemóvel sinto-me despida! Por mais que me custe (e às vezes fico tão aborrecida que me apetece desligá-lo!)saber como estão aqueles que nos são próximos é uma prioridade, especialmente quando não estamos em casa!
Não sou viciada, mas admito que me dá jeito! Aliás, se não fosse por telemóvel, muitas vezes nem sequer teria a possibilidade de falar com aqueles de quem gosto...a vida dá tantas voltas à vezes!

Mo disse...

desliga