26 outubro, 2006

Expressões populares

"Porque ataca a serventia do homem. Ataca a serventia de um homem - repetiu.
(...)
O senhor engenheiro deu uma gargalhada que fez com que Euclides Carrapato arrepiasse caminho.
(...)
-Senhor Engenheiro, o mata-bicho já está servido."

In Paralelo 75

Gosto de expressões populares, embora, em alguns casos, não consiga perceber a origem ou mesmo o seu significado. Aqui ficam algumas que ouço desde sempre:

- Foi rés vés Campo de Ourique
- Mudar a águas as azeitonas
-Aqui há gato!
- Cabeça de alho xoxo
- Cruzes canhoto
- Macacos me mordam
- Tapar o sol com uma peneira
- Os amigos conhecem-se no hostipal e na cadeia
- Nem oito nem 80
- Matar dois coelhos com uma cajadada só
- Levar água ao seu moinho
- Há Mouro na costa
- Ainda aí passarinho verde
- Há mais de 7 sábados
- Fazer trinta por uma linha
- Gaba-te cesta que vais à feira

E vocês conhecem alguma expressão gira?

9 comentários:

Laranja com Canela disse...

Foi rés vés Campo de Ourique - diz-se que resultou do terramoto, os estragos pararam em Campo de Ourique.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Rui Cruz disse...

"Foi rés vés Campo de Ourique" - então quando passarem lá avisem, tomamos um café se eu estiver em casa!


Rui

Minerva McGonagall disse...

Do que agente menos gosta é que nos fazem a maior posta!

Sandra B. disse...

"Quem desdenha quer comprar"

"Nem só de pão vive o homem"

"Mais vale tarde que nunca"

"Quem não quer lobo não lhe veste a pele"

"Devagar se vai ao longe"

"Ovelha que berra bocada que perde"

"Quem não arrisca não petisca"

"Quem tudo quer tudo perde"

Marg disse...

"Em boca fechada não entra mosquito"
"A vida são dois dias e o carnaval são três"
"De médico de sábio e de louco todos temos um pouco"
"Antes que cases vê o que fazes"
"A conversa é como as cerejas"
"Ao menino e ao borracho põe-lhe Deus a mão por baixo"

totoia disse...

Bem vinda Marg, gosto particularmente do provérbio:"A conversa é como as cerejas".

nica disse...

Fia-te na Virgem, não corras.
Virgem com letra maiúscula porque, suponho, nos estamos a referir à Virgem Maria. Mas fica a dúvida...

Anónimo disse...

Faz a festa.
Deita os fogetes!
E apanha as canas...

Filipa