08 outubro, 2006

Encontro À Volta das Letras

O encontro do À Volta das Letras decorreu tal como combinado na esplanada do café Sete-Sóis, mesmo em frente ao Convento de Mafra.

A conversa começou com o balanço do livro do mês de Setembro, Memorial do Convento de Saramago. Muitas foram as questões colocadas: - a escrita de Saramago, as personagens Blimunda e Sete-Sóis, as particularidades da sociedade do século XVIII, o comportamento do clero, a pobreza do povo, as figuras históricas do romance e o próprio convento.

O livro do mês de Outubro é Paralelo 75 ou O Segredo de um Coração Traído de Jorge Araújo e Pedro Sousa Pereira. Esta obra foi escolhida entre várias propostas, nomeadamente O Último Papa de Luís Miguel Rocha, Deixei o meu Coração em África de Manuel Arouca, A Costa dos Murmúrios de Lídia Jorge, Longe de Manaus de Francisco José Viegas e Codex 632 de José Rodrigues dos Santos. Relembro que o À Volta das Letras definiu como objectivo a escolha, para as propostas de leitura, de autores portugueses ou autores/obras que de alguma forma se relacionem com Portugal.

O próximo encontro será no dia 5 de Novembro, às 10h30 na Fundação Calouste Gulbenkian, mais concretamente, na esplanada da cafetaria/restaurante existente no edifício do Museu Gulbenkian.

10 comentários:

totoia disse...

Gostei muito deste encontro, claro que sou suspeita para falar, mas foi mesmo giro.

Fiquei com pena de não ter sido O Ultimo Papa, o livro escolhido. Mas agora que já está decidido o livro, já estou cheia de vontade de começar a colocar posts.

Do Memorial vou ficar com pena de largar a Blimunda e de "lutar" contra a resistência de algumas pessoas a Saramago. Valeu a pena, um dia destes deviamos ler o Ensaio sobre a Cegueira.

Laranjinha disse...

Também concordo. O Ensaio sobre a Cegueira é um grande livro.

Minerva McGonagall disse...

Para já, acho que já chega de Saramago, não???

totoia disse...

Para já sim, mas mais tarde poderíamos pensar nisso, não??

Modigliani disse...

Foi a primeira vez que participei no encontro à volta das letras e gostei muito.
A visita ao convento foi a "cereja em cima do bolo...". Para quem gosta de arte e história não poderia ter corrido melhor.
Ah, e já comecei a ler o livro...

totoia disse...

Boa, modigliani, espero que gostes do livro.

Minerva McGonagall disse...

Nãoooooooooooooo!!!!!!!!!

totoia disse...

Bem Minerva, já vi que adoraste o Memorial!!! ;)

Rui Cruz disse...

Fundação Calouste Gulbenkian.

Fica a 5 minutos a pé do meu trabalho. Só soube onde era há 2 meses, quando tive que lá ir dar formação a uns engravatadinhos.
Quando lá cheguei pensei "um hospital...?", mas não, era a Gulbenkian!

Qualquer pessoa é bem vinda? É que como não faço a barba há largas semanas, podiam por restricções a mostros... :P
Talvez leve uns livros. Mas como gosto de informática e aqui neste Portugal não há ninguém que os saiba escrever... lol.

Rui

totoia disse...

Olá Rui Cruz devias aproveitar melhor a Gulbenkian, quando muito podias passear nos seus jardins na hora de almoço.

Claro que és bem vindo, quanto a barba, não te preocupes prometemos não a cortar. Em relação aos livros são sempre bem vindos, mas costumamos levar alguns que até os informáticos apreciam, garanto.